• Luiz Soares

Primeira morte suspeita em São Paulo por Covid-19 é descartada em exame.

Atualizado: Mar 30

Mulher de 46 anos em hospital da Zona Leste Paulista e familiares afirmam negligência



*Nota* - Na tarde desta terça-feira (17) a família retirou o laudo oficial do óbito no hospital Hospital Municipal Dr. Carmino Caricchio e o exame descartou a causa da morte por Covid-19 e acusou o Vírus Influenza A (H1N1). Saiba mais sobre este caso:


Na manhã deste sábado (14/03) a 10 DP. Registrou o Boletim de Ocorrência a morte de Degiane Aparecida Tameirão (46 anos). Segundo consta a vítima estava se queixando de fortes dores abdominais sendo então socorrida e encaminhada por familiares ao Hospital Municipal Dr. Carmino Caricchio, situado na Av. Celso Garcia, 4815, Tatuapé, São Paulo/SP, onde permaneceu internada pelo período de quatorze dias e acabou entrando em óbito, sendo constatado pelo médico Dr. Stefano F. Minohara no mesmo hospital.

Segundo a família, informou que a vítima pode ter contraído o vírus Covid-19 no hospital depois de contato com outro paciente que veio do Japão e possivelmente estava com sintomas do vírus e não foi informada pelos funcionários sobre o resultado final. Dr. Minohara em contato com nossa redação, afirmou que a paciente foi devidamente assistida em tempo integral por médicos e equipe de enfermagem e que teste de covid-19 deu negativo. O laudo já está disponível no hospital para família, enfatiza doutor responsável.


Já a família afirma que houve problemas para liberação do corpo por parte do hospital, despreparo e negligência em lidar com o novo Coronavírus.


“Fora o descaso, como estava com suspeita do Coronavírus, ninguém queria tocar nela, trocar a roupa dela, o IML, usavam máscaras e foi humilhante”, desabafa Daniela Tameirao, irmã da vítima.

A irmã relata que com todo este descaso o hospital levou 24 horas para liberar o corpo com ajuda de um delegado e questiona se de fato o Brasil está preparado para lidar com o Covid-19.


Foi expedido a guia de encaminhamento de cadáver nº 10963353, na qual consta a causa possível do óbito Covid-19 / H1N1 / Broncopneumonia, sendo os familiares orientados a se dirigir a delegacia para registro da ocorrência e acionamento do S.V.O. – Serviço de Verificação de Óbito da Prefeitura do Município de São Paulo.

O SVO comunicou à família que não retiraria o corpo, por haver ordem expressa nesse sentido. Assim, a delegacia entrou em contato com o CEPOL, e foi orientados a lavrar o B.O 1876/20, com a natureza de Morte Suspeita por coronavírus, a fim de que o corpo fosse encaminhado ao IML.

81,363 visualizações

Grupo LCCOM
Comunicação para Eventos, Marketing e Turismo

Site: www.grupolccom.com

©2020 Por Grupo LCCOM